A lavanda, uma erva com muitos usos culinários, também faz uma adição espantosa às bordas e jardins perenes, proporcionando grandes variações de cor desde o início do verão até o outono. Com a sua folhagem verde prateada, espigões de flores verticais e forma arbustiva compacta, a lavanda é ideal para a criação de sebes informais. Também pode ser colhida para arranjos florais perfumados, sachês e potpourri.

Embora toda lavanda (Lavandula) seja nativa do Mediterrâneo, há muitas variedades que oferecem uma vasta seleção de tempos de floração, cores, formas de flores e tamanhos. O tempo de floração pode variar drasticamente entre diferentes locais – onde uma lavanda floresce no início de junho, a apenas 20 milhas de distância pode ser um resultado muito diferente.

Ao contrário do nome, nem todas as lavandas são roxas. Alguns híbridos vêm em outros tons pastéis encantadores, como azul violeta, rosa, rosa pálido, branco e até amarelo. As folhas também podem variar em forma e cor. Para prolongar a época de floração, bem como a paleta de cores, considere plantar várias variedades.

Foto: Reprodução

Considerações climáticas para a lavanda

A lavanda é uma perene lenhosa resistente e confiável que durará vários anos sob as condições certas. Devido à sua origem mediterrânica, a lavanda adora o sol quente e o solo seco. Se a sua lavanda não prosperar, é muito provável que se deva a excesso de água, demasiada sombra e elevados níveis de umidade.

A lavanda inglesa e os seus híbridos são as melhores variedades para climas mais frios, uma vez que são resistentes ao frio do norte até à Zona 5. No entanto, elas crescerão melhor em um local abrigado com proteção de inverno. Para os jardins do sul em climas extremamente quentes e úmidos, as lavandas espanholas e francesas são mais tolerantes às condições úmidas, mas devem ser espaçadas para permitir uma boa circulação do ar.

Se os seus invernos são demasiado rigorosos ou o seu solo é pesado e denso, considere o cultivo da alfazema em contentores. Elas florescerão desde que recebam pelo menos 8 horas de sol direto por dia e sejam plantadas numa mistura de vasos de alta qualidade com boa drenagem. No inverno, traga as suas plantas em vaso para dentro de casa e coloque-as numa janela.

Foto: Reprodução

Como cultivar lavanda?

Cultivar lavanda é fácil e gratificante. A lavanda pode ser cultivada em canteiros de jardim ou em vasos. Para cultivar lavanda com sucesso, é necessária terra bem drenada e sol pleno. Em climas áridos, a lavanda cresce bem como uma lavanda perene, mas em climas húmidos é frequentemente cultivada como um cultivo anual.

Aprenda a cultivar a lavanda:

  • Adquira plantas de lavanda saudáveis para o seu jardim.
  • Traga-os para casa e regue-os se não os puder plantar imediatamente.
  • Selecione um local para a sua lavanda que receba sol pleno
  • Colocar as plantas em vasos em diferentes pontos para decidir onde parecem melhor
  • Despoluir, plantar e regar a sua lavanda
  • Fornecer uma rega consistente até que a lavanda se estabeleça
  • Pode a sua lavanda a cada primavera.
Foto: Reprodução

Dicas de plantio, poda e rega da lavanda

Todas as variedades de lavanda requerem um solo bem drenado, especialmente durante os meses de inverno. Para garantir uma boa drenagem, misture um pouco de areia ou cascalho no solo antes de plantar a lavanda ou cultivar as plantas em montes, canteiros elevados ou em encostas. Em vez de aplicar coberturas orgânicas que retenham umidade, considere o uso de rocha ou pedra, especialmente em climas úmidos.

Uma vez estabelecida, a lavanda é de muito pouca manutenção e requer um mínimo de rega ou poda. Se os caules se tornarem lenhosos à medida que a planta amadurece, poda cerca de metade da sua altura na primavera para promover um novo crescimento fresco e uma floração robusta. As plantas que não são podadas têm também uma tendência para se espalharem, deixando um buraco no meio. No verão, o grampo desbotado floresce para favorecer a repetição da floração ao longo da estação.

Verifique o pH do seu solo. Se for muito ácido, pode dizer adeus à sua lavanda. No início, elas ficarão ótimas, mas depois de alguns anos você pode notar plantas morrendo ao acaso. Uma vez que as raízes se tornam nativas, podem começar os problemas do solo sem alterações. A maioria das universidades verificará o seu pH relativamente barato ou algumas lojas de ferragens gratuitamente. Pode alterar a sua terra com cal para melhor acomodar as suas plantas de lavanda. Não faça sobre a água. Dê à sua lavanda uma rega longa para promover o crescimento das raízes, ciclos de rega curtos e frequentes resultam em raízes pouco saudáveis que podem apodrecer.

Foto: Reprodução

Ideias de design para lavanda

Use lavanda ao longo de caminhos e caminhos de jardim onde pode desfrutar do seu cheiro e onde pode beneficiar do calor reflectido no pavimento. Plante em jardins formais ou informais de ervas, onde a folhagem cinzenta e verdejante liberta outras ervas e plantas verdes. Crie sebes ou bordas aromáticas ao longo de cercas e muros de jardim, como mostrado neste vídeo para Sweet Romance® lavanda.
Use a lavanda como repelente natural de pragas perto de pátios e alpendres. O cheiro detesta mosquitos, moscas, pulgas e outros insectos problemáticos, ao mesmo tempo que atrai borboletas e abelhas. Planta com companheiros tolerantes à seca, tais como coneflower, sedum, Susan de olhos pretos, rosas e margaridas de shasta.

Ideias para a utilização de lavanda na cozinha

Um membro da família da hortelã, a lavanda é usada há séculos como um aroma versátil e inesperado tanto em alimentos doces como salgados. A lavanda inglesa é a melhor variedade para fins culinários, e tanto os botões como as folhas podem ser utilizados frescos ou secos. Como o sabor da lavanda é forte, use-a com moderação para não dominar os seus pratos. Os botões são melhor colhidos mesmo antes de serem totalmente abertos, quando os óleos essenciais são mais potentes.

  • Mergulhe alguns botões de alfazema secos num frasco de açúcar para lhe dar um aroma doce. Use o açúcar para assar e em sobremesas.
  • Pique os botões frescos e adicione a uma massa de bolo ou massa de pastelaria doce antes de assar.
  • Adicione os botões de flores às conservas ou compotas de frutas para lhes dar notas de especiarias subtis.
  • Polvilhe lavanda fresca sobre uma salada como guarnição.
  • Use lavanda fresca para infundir chás, coquetéis e outras bebidas.
  • Use botões e folhas picados para dar sabor a cordeiro assado, frango ou coelho.
  • Faça Herbes de Provence misturando lavanda seca com tomilho, salgado e rosmaninho.
Foto: Reprodução

Quais são os benefícios da lavanda para a saúde?

Hoje, a lavanda é mais do que apenas uma planta perfumada. Acontece que esta erva também é comumente usada para benefícios medicinais e terapêuticos. Portanto, se você está lidando com algumas questões médicas próprias, e não quer arriscar os efeitos colaterais desagradáveis que vêm com muitos medicamentos de venda livre e com receita médica, aqui está um olhar sobre as potenciais vantagens do uso da lavanda para a saúde.

Pode ajudar a melhorar o sono

A insônia é um problema incômodo que o mantém a atirar e a virar-se durante toda a noite. Cortar a cafeína e fazer mais exercício pode ajudar a induzir o sono. Mas às vezes esses esforços e outros remédios não funcionam. Como resultado, você acaba uma bagunça grogue durante o dia.

Se você estiver disposto a tentar qualquer coisa para uma noite de sono descansada, um estudo publicado em março de 2017 na British Association of Critical Nurses descobriu que o óleo essencial de lavanda é um remédio eficaz para melhorar a qualidade do sono de pacientes que tiveram dificuldade em dormir em unidades de terapia intensiva (UTI).

Portanto, se você tentou outros remédios para o sono em vão, coloque algumas gotas de óleo essencial de lavanda na sua almofada antes de dormir hoje à noite. Não o ingira, ou qualquer outro óleo essencial, pois isso pode causar danos à saúde.

Foto: Reprodução

Pode ajudar a tratar as manchas cutâneas

Uma variedade de óleos essenciais também são excelentes para uso dermatológico, incluindo a lavanda. De facto, se tiver acne, eczema ou inflamação da pele, aplicar óleo de lavanda nas áreas afectadas pode ter um papel no tratamento de manchas e aliviar a inflamação, de acordo com um artigo publicado em Maio de 2017 na revista Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine. Para aqueles com pele sensível, diluir o óleo essencial em água ou um óleo veicular.

A atividade antioxidante da lavanda também pode contribuir para a cicatrização da ferida. Certifique-se apenas de verificar com o seu dermatologista antes de adicionar lavanda ao seu regime de cuidados de pele, para garantir que não interage com nenhum dos medicamentos que está a tomar atualmente.

Foto: Reprodução

Pode oferecer um remédio natural para a dor

Algumas pessoas recorrem a analgésicos de venda livre quando lidam com dores agudas ou crónicas. E dependendo da gravidade da dor, você pode procurar uma prescrição do seu médico.

Antes de seguir a via tradicional para ajudar a aliviar a dor, experimente aromaterapia com 2% de óleo essencial de lavanda, que é diluído em água. Um estudo descobriu que a lavanda é um remédio eficaz para a dor pós-operatória. Pode funcionar como um analgésico porque o óleo contém acetato de linalil e linalol – componentes anti-inflamatórios que se encontram em muitos óleos essenciais.

A lavanda também contém polissacarídeos. Outro estudo publicado na revista Phytotherapy Research afirma que as plantas que contêm estas moléculas são as mais potentes na cura de doenças inflamatórias, o que inclui a artrite e o reumatismo.

Entretanto, outras pesquisas sugerem que a aromaterapia com lavanda pode ser usada durante o trabalho de parto para reduzir a intensidade, embora não a duração da dor.

Foto: Reprodução

Reduz a pressão arterial e a frequência cardíaca

A hipertensão arterial crônica coloca mais estresse no coração, aumentando o risco de complicações de saúde como acidente vascular cerebral e infarto do miocárdio. Mas um pequeno estudo publicado em 2017 no Iranian Journal of Pharmaceutical Research descobriu que quando 40 pessoas inalaram óleo essencial de lavanda após uma cirurgia de coração aberto, reduziram a pressão arterial e a frequência cardíaca, sugerindo que o óleo teve um efeito positivo nos seus sinais vitais. No entanto, os autores observam que é necessária mais investigação sobre este possível benefício – nomeadamente, um ensaio aleatório controlado, o padrão de ouro para a investigação médica, com um tamanho de amostra maior.

Pode aliviar os sintomas da asma

Devido aos efeitos anti-inflamatórios da lavanda, também pode melhorar a asma brônquica. Um estudo sobre ratos publicado em julho de 2014 na revista Life Sciences constatou que o óleo essencial de lavanda teve um impacto positivo na saúde respiratória, aliviando a inflamação alérgica e a hiperplasia do muco. Se o mesmo efeito seria visto em humanos continua a não ser claro.

Foto: Reprodução

Reduz os sintomas da menopausa

As ondas de calor são um sintoma comum da menopausa que afeta muitas mulheres. Causa uma sensação repentina de calor sobre o corpo, e pode fazer o rosto ruborizar-se e desencadear a transpiração.

Mas a aromaterapia com lavanda durante 20 minutos duas vezes por dia pode ajudar a reduzir os flashes da menopausa e melhorar a qualidade de vida, segundo um estudo publicado em setembro de 2016 no Journal of Chinese Medical Association.

Ajuda a combater o crescimento dos fungos

Há também uma série de estudos destacando a potencial atividade antifúngica da lavanda. Estudos sugerem que o óleo essencial de lavanda pode ser eficaz na inibição do crescimento de certos tipos de fungos, tais como o C. albicans. O óleo também pode agir como remédio para tratar o pé do atleta e o verme do anel, que também são causados por fungos, de acordo com pesquisas anteriores.

Foto: Reprodução

Potencialmente promove o crescimento do cabelo

Em mais um estudo, o óleo essencial de lavanda aplicado nas costas de ratos uma vez por dia, cinco vezes por semana, durante quatro semanas, resultou num aumento do número de folículos capilares e numa camada dérmica mais espessa. Isto leva os investigadores a acreditar que a lavanda pode potencialmente ser usada como um agente promotor do crescimento do cabelo, embora seja necessária mais investigação. Afinal de contas, você não é um rato.

Reduz os níveis de stress

O stress do dia-a-dia pode ter um impacto na sua saúde mental. Quanto maior o seu nível de ansiedade, maior o risco de dores de cabeça, depressão e baixa energia.

A boa notícia é que a lavanda pode ajudar a levantar a nuvem negra que paira sobre a sua cabeça e dar à sua visão mental uma necessidade muito grande de me levantar. Há muitas pesquisas que sugerem que a lavanda tem efeitos positivos sobre o humor, estresse, ansiedade e depressão.

Por exemplo, um estudo randomizado e controlado publicado em fevereiro de 2018 na revista Complementary Therapies in Medicine descobriu que os sintomas da síndrome pré-menstrual melhoraram em mulheres que inalaram óleo essencial de lavanda. (14) Elas experimentaram menor ansiedade, depressão e nervosismo. Da mesma forma, outro ensaio clínico randomizado, publicado em outubro de 2017 no International Journal of Nursing Practices, descobriu que tratamentos de massagem reflexológica com óleo essencial de lavanda ofereciam benefícios psicológicos, diminuindo tanto a ansiedade como a depressão.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta