A hemoglobina é uma proteína rica em ferro nos glóbulos vermelhos. O oxigênio que entra nos pulmões se liga à hemoglobina no sangue, que o transporta para os tecidos do corpo. Quando alguém tem glóbulos vermelhos insuficientes ou os que possuem, não funcionam adequadamente, o corpo fica sem o oxigênio necessário para funcionar. Esta condição é chamada anemia.
Aqui, veremos o papel da hemoglobina e como são testados os níveis no sangue. Também examinamos os principais tipos de anemia com mais detalhes e exploramos maneiras de prevenir a doença.

O que é hemoglobina?

A hemoglobina é uma proteína nos glóbulos vermelhos que transporta oxigênio por todo o corpo. Cada proteína da hemoglobina pode transportar quatro moléculas de oxigênio, que são liberadas por todo o corpo pelos glóbulos vermelhos. Cada um dos bilhões de células do corpo precisa de oxigênio para se reparar e se manter.
A hemoglobina também contribui para ajudar os glóbulos vermelhos a obter sua forma de disco, o que os ajuda a se mover facilmente através dos vasos sanguíneos.

Foto: Reprodução

Como são testados os níveis de hemoglobina?

Os valores de referência do hemograma completo geralmente variam de acordo com o sexo e idade do paciente, no entanto, também é possível observar diferenças nos valores dependendo do laboratório onde foi feita a colheita. Os níveis de hemoglobina são medidos por um exame de sangue. A hemoglobina, ou Hb, é geralmente expressa em gramas por decilitro (g / dL) de sangue. Um baixo nível de hemoglobina no sangue está diretamente relacionado a um baixo nível de oxigênio. Nos Estados Unidos, a anemia é diagnosticada se um exame de sangue encontrar menos de 13,5 g / dL em um homem ou menos de 12 g / dL em uma mulher, por exemplo. Nas crianças, os níveis normais variam de acordo com a idade.

Níveis elevados de hemoglobina

Níveis altos de hemoglobina podem ser indicativos da doença rara do sangue, policitemia. Isso faz com que o corpo produza muitos glóbulos vermelhos, fazendo com que o sangue fique mais espesso do que o normal. Isso pode levar a coágulos, ataques cardíacos e derrames. É uma condição séria ao longo da vida que pode ser fatal se não for tratada. A alta hemoglobina também pode ser causada por desidratação, tabagismo ou viver em grandes altitudes, ou pode estar ligada a outras condições, como doenças pulmonares ou cardíacas.
No caso das gestantes, apenas o leucograma possui valores diferentes, pois variam de acordo com o trimestre da gestação e com a idade da mulher, havendo variação no número normal de glóbulos brancos. Procure saber quais são os valores de referência do leucograma na gravidez.

Foto: Reprodução

Níveis baixos de hemoglobina

Níveis baixos de hemoglobina geralmente indicam que uma pessoa tem anemia. Existem vários tipos de anemia:

A anemia por deficiência de ferro é o tipo mais comum. Essa forma de anemia ocorre quando uma pessoa não tem ferro suficiente no corpo e não pode produzir a hemoglobina necessária. A anemia é geralmente causada por perda de sangue, mas também pode ser devido à baixa absorção de ferro. Isso pode acontecer, por exemplo, quando alguém foi submetido a uma cirurgia de bypass gástrico.

A anemia relacionada à gravidez é um tipo de anemia por deficiência de ferro, que ocorre porque a gravidez e o parto requerem uma quantidade significativa de ferro.

A anemia por deficiência de vitamina ocorre quando há baixos níveis de nutrientes, como vitamina B12 ou ácido fólico (também chamado folato), na dieta. Essas anemias alteram a forma dos glóbulos vermelhos, o que os torna menos eficazes.

A anemia aplástica é um distúrbio no qual as células-tronco formadoras de sangue na medula óssea são atacadas pelo sistema imunológico, resultando em menos glóbulos vermelhos.

Foto: Reprodução

A anemia hemolítica pode ser o resultado de outra condição ou pode ser herdada. Ocorre quando os glóbulos vermelhos são quebrados na corrente sanguínea ou no baço.

A anemia falciforme é uma condição herdada em que a proteína da hemoglobina é anormal. Isso significa que os glóbulos vermelhos são em forma de foice e rígidos, o que os impede de fluir através de pequenos vasos sanguíneos.

A anemia também pode ser causada por outras condições, como doença renal e quimioterapia para câncer, que também podem afetar a capacidade do organismo de produzir glóbulos vermelhos.

Os recém-nascidos têm anemia temporária quando têm 6-8 semanas de idade. Isso ocorre quando eles ficam sem as células vermelhas do sangue com as quais nascem, mas seus corpos não produzem novas células vermelhas. Esta condição não afetará adversamente o bebê, a menos que esteja doente por algum outro motivo.

Os bebês também podem ter anemia por quebrar as células muito rapidamente, o que resulta em pele amarelada, uma condição conhecida como icterícia. Isso geralmente ocorre se a mãe e o bebê têm tipos sanguíneos incompatíveis.

Foto: Reprodução

Quais são os sintomas de baixa hemoglobina?

Falta de ar, batimentos cardíacos irregulares e dor no peito podem ser sintomas de baixa hemoglobina. Os sintomas típicos de baixa hemoglobina incluem fraqueza, falta de ar, tontura, batimento cardíaco rápido e irregular, batendo nos ouvidos, dor de cabeça, mãos e pés frios, pele pálida ou amarela e dor no peito.

Fatores de risco da baixa hemoglobina

Os idosos ou as pessoas que não têm ferro em suas dietas podem estar em risco de desenvolver anemia. As pessoas que fazem exercícios vigorosos também estão em maior risco, pois o esforço pode levar a um colapso dos glóbulos vermelhos na corrente sanguínea. Mulheres que estão menstruadas ou grávidas também podem estar em risco aumentado de desenvolver anemia.

Pessoas que têm condições crônicas de saúde, incluindo doenças autoimunes, doença hepática, tireoidiana e inflamatória intestinal, podem ter níveis mais baixos de hemoglobina, o que aumenta as chances de desenvolver anemia. Os níveis de hemoglobina aumentam em situações em que uma pessoa precisa de mais oxigênio em seu corpo. Consequentemente, alguém que tem doença pulmonar ou renal, fuma ou desidrata, pode estar em risco de aumento dos níveis de hemoglobina.

Foto: Reprodução

Como a prevenção da anemia é feita?

Comer alimentos ricos em ferro pode ajudar a prevenir a anemia. Embora muitos tipos de anemia não possam ser evitados, a ingestão de alimentos ricos em ferro, como carne bovina, vegetais folhosos verde-escuros, frutas secas e nozes pode prevenir anemias causadas por deficiências de ferro ou vitamina.

Carne e laticínios são boas fontes de vitamina B12, e o ácido fólico é encontrado em sucos cítricos, legumes e cereais enriquecidos. A Sociedade Americana de Hematologia recomenda tomar um multivitamínico diariamente para ajudar a prevenir anemias nutricionais. Os adultos mais velhos, no entanto, não devem tomar suplementos de ferro para anemia ferropriva, a menos que sejam instruídos pelo médico. Parar de fumar e beber muita água pode ajudar a evitar altos níveis de hemoglobina.

Como o tratamento da anemia é feito?

O tratamento da anemia varia, dependendo da causa da doença. Alterações na dieta ou suplementos alimentares podem ajudar as pessoas que têm anemia por deficiência de ferro ou vitamina. Se a anemia for causada por outra condição, o tratamento da doença subjacente geralmente aliviará o problema. Medicamentos e transfusões de sangue estão entre as opções de tratamento para anemia aplástica, e antibióticos podem ser usados ​​no caso de anemia hemolítica. A policitemia é uma condição ao longo da vida que não tem cura, mas pode ser tratada com medicamentos.

A doença das células falciformes é uma condição que limita a vida.A única cura disponível é um transplante de células-tronco hematopoiéticas. Existem tratamentos disponíveis, no entanto, que reduzem os sintomas e melhoram a qualidade de vida de uma pessoa.

Foto: Reprodução

Como aumentar a hemoglobina

Uma pessoa pode aumentar seus níveis de hemoglobina em casa:

Aumentar a ingestão de ferro

A hemoglobina é um componente importante dos glóbulos vermelhos. Uma pessoa com níveis reduzidos de hemoglobina pode se beneficiar com a ingestão de mais alimentos ricos em ferro. O ferro trabalha para aumentar a produção de hemoglobina, que também ajuda a formar mais glóbulos vermelhos. Alimentos ricos em ferro incluem carne e peixe, produtos de soja (incluindo tofu e edamame), ovos, frutas secas (como tâmaras e figos), brócolis, vegetais de folhas verdes (como couve e espinafre), nozes e sementes, vagem e manteiga de amendoim.

Aumentar a ingestão de folato

O folato é um tipo de vitamina B que desempenha um papel essencial na produção de hemoglobina. O corpo usa folato para produzir heme, um componente da hemoglobina que ajuda a transportar oxigênio. Se uma pessoa não tiver folato suficiente, seus glóbulos vermelhos não poderão amadurecer, o que pode levar à anemia por deficiência de folato e a baixos níveis de hemoglobina. Boas fontes de folato incluem carne, espinafre, arroz, amendoim, feijão de corda, feijão, abacate, alface. Suplementos de folato estão disponíveis para compra on-line, porém recomenda-se uma ingestão de alimentos que lhe proporcionarão o mesmo resultado.

Foto: Reprodução

Maximizando a absorção de ferro

Consumir ferro em alimentos ou suplementos é importante, mas a pessoa também deve ajudar seu corpo a absorver esse ferro. Alimentos ricos em vitamina C, como frutas cítricas, morangos e vegetais de folhas verdes, podem aumentar a quantidade de ferro absorvido. Tomar um suplemento de vitamina C também pode ajudar. A vitamina A e o beta-caroteno também podem ajudar o corpo a absorver e usar o ferro. Os alimentos ricos em vitamina A incluem peixe, fígado, abóbora, batatas doces e couve. Os alimentos ricos em beta-caroteno incluem frutas e vegetais amarelos, vermelhos e alaranjados, como: cenouras, batatas doces, abóbora, melões e mangas. Embora os suplementos de vitamina A possam ajudar o corpo a processar o ferro, a vitamina é perigosa se consumida em excesso. O excesso de vitamina A pode levar a uma condição conhecida como hipervitaminose A. Isso pode causar sintomas como dores nos ossos e nas articulações, dores de cabeça graves e aumento da pressão no cérebro.

Tomar suplementos de ferro

Um médico pode aconselhar uma pessoa com níveis extremamente baixos de hemoglobina a tomar suplementos de ferro. A dosagem dependerá dos níveis de cada pessoa. É importante observar que muito ferro pode ser perigoso. Pode causar hemocromatose, que pode levar a doenças do fígado e efeitos colaterais, como constipação, náusea e vômito. Suplementos farão com que os níveis de ferro aumentem gradualmente ao longo de algumas semanas. Um médico pode recomendar tomar os suplementos por vários meses, para aumentar as reservas de ferro do corpo.

Foto: Reprodução

Intervalos normais

A gravidez pode causar baixos níveis de hemoglobina. Um médico irá verificar se há hemoglobina baixa com um exame de sangue. Baixa hemoglobina é diagnosticada quando um homem tem menos de 13,5 gramas por decilitro (g / dL) de hemoglobina no sangue, ou quando uma mulher tem menos de 12 g / dL. Uma pessoa pode ter um nível baixo de hemoglobina por vários motivos, incluindo anemia por deficiência de ferro, gravidez, problemas no fígado ou nos rins e doença crônica.

É possível ter níveis de hemoglobina naturalmente reduzidos sem uma causa subjacente. Alguns podem até ter baixa hemoglobina e não apresentar sintomas ou indicações. Com a orientação de um médico, uma pessoa pode aumentar seus níveis de hemoglobina para cair dentro da faixa normal. Os intervalos normais são: 13,5 a 17,5 g / dL para homens e 12 a 15,5 g / dL para mulheres.

Os níveis adequados de hemoglobina para crianças variam de acordo com a idade. Qualquer pessoa preocupada com os níveis de hemoglobina de uma criança deve conversar com um médico. Pessoas com níveis muito baixos de hemoglobina podem precisar de tratamento adicional se tomar suplementos e mudar a dieta não mostrar resultados suficientes.

Foto: Reprodução

Quais são os sintomas da baixa hemoglobina?

Os sintomas de níveis extremamente baixos de hemoglobina incluem: um batimento cardíaco rápido ou irregular, pele e gengivas pálidas, fadiga, fraqueza muscular, hematomas frequentes ou inexplicáveis, dores de cabeça recorrentes

Quais são as causas de baixa hemoglobina?

Comer alimentos ricos em ferro pode ajudar a prevenir baixos níveis de hemoglobina. Uma pessoa com baixa hemoglobina pode ter anemia. As causas comuns de anemia incluem ser deficiente em ferro, vitamina B-12 ou folato, perda substancial de sangue, cânceres que afetam a medula óssea como leucemia, doença renal, doença hepática, hipotireoidismo ou uma glândula tireoide que não produz hormônios suficientes, talassemia e anemia falciforme (distúrbio genético que causa redução dos glóbulos vermelhos e da hemoglobina). Níveis baixos de hemoglobina também podem ser causados ​​por doença pulmonar, fumar excessivamente, queimaduras e exercício físico extremo.

Muitas pessoas podem aumentar seus níveis de hemoglobina com mudanças e suplementos alimentares. Converse com um médico para determinar a dosagem correta do suplemento. Se os níveis de hemoglobina permanecerem baixos, uma pessoa pode precisar de mais tratamento, como uma transfusão de sangue. Dependendo da causa da baixa hemoglobina e dos tratamentos tentados, pode levar até um ano para que os níveis atinjam uma faixa saudável.

Deixe uma resposta